Carregando...
Siga-nos nas Redes Sociais
Notícias

13/03/2015

Vereadores recebem presidente de entidade na 5ª reunião ordinária

A 5ª reunião ordinária realizada pela Câmara de Vereadores carmelitana teve em seu expediente indicações dos vereadores. O presidente da Câmara Juliano Alves da Silva foi autor de cinco. Duas fizeram referência a quadras de esportes: solicitou a limpeza da quadra localizada no bairro Acampamento e a reforma da tela da quadra do bairro do Porto. Juliano pediu ao Executivo que estude a possibilidade de colocar mão única na Rua Dr. Monte Raso. Segundo Pão de Queijo, congestionamentos próximos à Escola Estadual Coronel Manoel Pinto estão causando transtorno aos pedestres e motoristas. Ele solicitou também exame técnico da ponte localizada à Rua Desembargador José de Castro para confirmar se existe risco de desabamento e pediu rápida reparação caso o risco seja confirmado. Por fim, Juliano solicitou a organização de um mutirão de limpeza a fim de intensificar o combate ao mosquito transmissor da dengue, visto que existem na região cidades em situação de risco para ocorrências de epidemia. Já o vereador Antônio Marcos Esteves pediu a Prefeitura que providencie a limpeza e poda do local onde se encontra a academia ao ar livre, próximo à Escola Municipal Maria Goulart. Também foram encaminhados à Prefeitura requerimentos feitos pelos vereadores Juliano Alves da Silva e Antônio Marcos Esteves solicitando informações sobre o percentual gasto com a folha de pagamento dos servidores do Poder Executivo a fim de se entender as reivindicações que vêm sendo feitas pelos funcionários públicos do órgão. Votação Também na reunião do dia 09 de março foi votado o não recebimento da denúncia promovida pelo munícipe Mauro César Tomaz Esteves que solicitou abertura de uma Comissão Processante (CP) frente a supostas irregularidades cometidas pelo Poder Executivo, terceiros e pela empresa organizadora do carnaval 2015. Baseado em parecer confeccionado pelos advogados da Casa Legislativa, que considerou a denúncia inepta, o que significa que se ela fosse aceita pela Câmara, em breve seria derrubada, visto que nela não constam requisitos legais para seguimento, quatro vereadores votaram pela rejeição. Lucas Cardoso Carielo, Antônio Marcos Esteves e João Carlos Ferreira Costa Jr. votaram a favor do recebimento. O voto do Presidente da Câmara, Juliano Alves da Silva, não se fez necessário conforme conduz o Regimento Interno da Câmara. Lar Nossa Senhora do Carmo Esteve presente na reunião, a convite da Câmara, o presidente do Lar Nossa Senhora do Carmo, Ariovaldo Moura. Ariovaldo usou a tribuna para explicar porque está realizando cobrança de R$70 para que as crianças de 04 a 06 anos frequentem a entidade. Segundo o presidente, as funcionárias do Lar não recebem seus honorários há três meses, o custo mensal para manter as 46 crianças na entidade é de R$9.824,80 e, sem a subvenção da Prefeitura, não há outra maneira da instituição permanecer aberta. No plenário, estavam presentes mães que têm filhos atendidos pela entidade. Uma delas contou à Câmara que o presidente não está deixando os pais adequarem o pagamento da taxa para melhores datas e que ele não está permitindo o acesso de crianças cujo pagamento não tenha sido efetuado. O presidente justificou que há oito meses está tentando a adaptação e que a partir de agora a entidade funcionará dessa forma. Justificou ainda que, enquanto ele for presidente, vai lutar para o Lar ser autossustentável. Diante dos relatos, os vereadores pediram ao Presidente do Lar que ele seja maleável e permita que os pais possam pagar nas melhores datas e se comprometeram a procurar a Prefeita para solicitar que ela assuma o pagamento da subvenção para manter o lar funcionando sem prejudicar as famílias.

Veja também

PORTAL DA CÂMARA MUNICIPAL DO CARMO DO RIO CLARO
Rua Monsenhor Mário, 365 - CEP 37.150-000
Telefones: (35) 3561-3613 . (35) 3561-3730 . Telefax: (35) 3561-2390