Carregando...
Siga-nos nas Redes Sociais
Notícias

16/10/2019

Vereadores discutem e aprovam recurso para pavimentação de ruas

Jd. América e Rosário

Os vereadores aprovaram o Projeto de Lei nº 040/2019, da Prefeitura, que autoriza crédito no valor de R$49 mil para aquisição de massa asfáltica. A aplicação será feita em bairros que não foram contemplados pela última operação tapa-buracos, sendo eles, o Jardim América e o Rosário. A justificativa do PL completa que bairros que precisam de complemento em relação ao último serviço também serão atendidos. O projeto foi aprovado por unanimidade.

Mesmo sendo a favor do projeto, o vereador Filipe Carielo aproveitou para lembrar a cotação que fez de uma usina de asfalto a frio, que custaria R$130 mil. Observou que o projeto solicita quase metade do valor da usina que faria o trabalho mais rápido, mais barato, gerando empregos na cidade. “Eu não vou manifestar contra, porque, de fato, precisa com muita urgência fazer essas operações tapa-buraco. Mas se não resolver o problema do escoamento das águas pluviais, não resolver os problemas das ruas que estão cheias de fissuras no asfalto, portanto a água está entrando, vai continuar enxugando gelo. A gente vai ficar comprando asfalto e jogando dinheiro fora”.

O vereador Juliano Alves da Silva (Pão de Queijo) aproveitou para pedir que a Prefeitura se atente aos cortes que são feitos nas ruas. Disse que perto da rotatória do Bairro Honduras tem uma via que foi cortada, mas não foi asfaltada, situação que vem provocando estragos nos pneus. “Eu acho que se for para fazer, tem que fazer de uma vez. Evitar que corte e passe três meses para tapar buraco. Então, a população reclama com razão desse serviço que tem que ser feito com planejamento”.

O vereador Paulo Marcelo Silva (Paulão) ainda chamou atenção para a necessidade de usar lama asfáltica para melhorar o serviço. “O Juliano está coberto de razão com relação aos cortes, os cortes têm que ser adequados ao que vai ser trabalhado no dia. Não adianta querer cortar o mundo e não ter massa asfáltica para tampar. Agora, desde a primeira vez desse tapa-buraco eu falei ‘não adianta fazer simplesmente o tapa-buraco sem fazer recapeamento com lama asfáltica”.

Já o vereador José Joaquim Silva (Zé Pequeno) recordou que a Prefeitura fez neste ano uma compra de massa asfáltica. Questionou se ela já teria sido consumida e em que locais.

Por outro lado, o vereador Sandro Deoclécio de Oliveira (Sandro Pescador) observou que é preciso desviar o tráfego de veículos pesados de dentro da cidade para que o asfalto tenha durabilidade. “Enquanto não tirar o trânsito – os caminhões pesados, os maquinários – de dentro da cidade e deixar a cidade só para os carros, vira e mexe, vai ter trabalho nas ruas. Então, que o prefeito pense rápido e desvie o tráfego para que possa ter uma grande melhora”, disse.

A Presidente da Câmara Angela Vitor salientou que este recurso não será suficiente para terminar o tapa-buracos na cidade toda. Lembrou que a operação será iniciada nas vias que ainda não receberam pavimentação.

Para terminar, o vereador João dos Reis Vilela (João do Tiãozão) reafirmou a necessidade de se realizar essa manutenção das ruas e também pediu que a operação tapa-buracos chegue à Vilelândia, pois os buracos estão atrapalhando o trânsito. “Tem alguns buracos, na Avenida, lá não gasta muito, não”.

A Prefeitura pretende realizar este serviço antes que comece o período chuvoso que além de atrapalhar a pavimentação, aumenta os buracos, deixando o trabalho mais oneroso.

Veja também

PORTAL DA CÂMARA MUNICIPAL DO CARMO DO RIO CLARO
Rua Monsenhor Mário, 365 - CEP 37.150-000
Telefones: (35) 3561-3613 . (35) 3561-3730 . Telefax: (35) 3561-2390